Confira nossas dicas de onde se hospedar para ver a Aurora Boreal desde Whitehorse, Canadá.

Até uns cinco anos atrás, os shows de luzes noturnos da Aurora Boreal eram quase exclusividade dos menos de 30 mil moradores de Whitehorse, capital de Yukon, Canadá.

Aos poucos, o governo canadense foi equipando a região para o turismo de aventura, na primavera/verão, e, principalmente, pra observação da aurora no outono/inverno.

O empenho não é pouco, já que a localidade concorre com Noruega, Suécia, Finlândia, Islândia, Groenlândia, Escócia e o vizinho Alasca (EUA) como camarote para assistir ao espetáculo da dama da noite.

Mas o trabalho vem sendo muito bem feito. Yukon tem aparecido, ultimamente, nos top 5 das recomendações.

Por causa disso, Whitehorse é uma das únicas cidades mais ao Norte do país a receber vôos comerciais regularmente.

A principal companhia aérea que te leva até lá, claro, é a Air Canada.

São pelo menos duas paradas: você sobe para Toronto, daí cruza o Canadá de Leste a Oeste até Vancouver e, então, de Vancouver sobe mais um tanto até Whitehorse.

Pra viagem não ficar cansativa, você pode fazer um pit stop estratégico nessas duas cidades lindas (ou em uma delas), já que você vai ter que passar por lá mesmo.

Também dá para combinar voos por outras empresas norte-americanas, como a United Airlines e a American Airlines, e passar pelos Estados Unidos.

aeroporto-chalet

Aeroporto Chalet, cidade de Whitehorse- Canadá.

whitehorse-estrada

whitehorse-yukon

Mas não perca o foco! Seu destino são as luzes da aurora.

Embora seja longo o caminho até Whitehorse, quando chegar lá não faltará acomodação a seu gosto.

A cidade tem cerca de 40 opções de hospedagem, entre hotéis, hostels, bed&breakfast e chalés.

O Gold Rush Inn, onde eu me instalei, é da cadeia internacional Best Western.

Fica no centro, e é do tipo todo acarpetado com muita madeira e pouco glamour.

E é mesmo difícil conciliar pompa e aquela armadura contra o frio: botas sete-léguas que dão a sensação de estar andando na Lua, macacão térmico e casaco polar para temperaturas entre -30oC e -50oC.

É difícil, mas não impossível.

O Skyy Hotel é mais elegante e fica em um ponto intermediário, ao lado do aeroporto e a apenas 5 minutos do centro.

Já as opções mais boutique, como Takhini River Lodge (ao Norte da cidade) e o Northern Lights Resort & Spa (ao Sul) estão mais afastadas do centro e são pensadas pra quem quer esperar a aurora com mais comodidade.

Os lugares próximos de rios são os mais privilegiados para observar a aurora, porque vão refletir suas luzes dançantes e duplicar o efeito hipnótico do espetáculo.

skky-hotel-Presidential-room

Skky Hotel, Suite Presidencial (foto: divulgação)

Hotel-Takhini-aurora-boreal.jpg

Hotel Takhini (foto: divulgação)

Northern-Lights- Resort-outside

Northern Lights Resort

northern-lights-yukon-resort-pool

Piscina externa do Northern Lights Yukon-Resort (foto: divulgaçã0)

northern-lights-yukon-piscina

Piscina externa do Northern Lights Yukon-Resort (foto: divulgação)

northern-lights-yukon-cabana

O Northern Lights Yukon tem a opção de Cabana! (foto: divulgação)


Texto: Renata Mesquita

Fotos: Renata Mesquita e Divulgação


Confira ainda

 

Aurora Boreal, o Show de Luzes 

Dicas do que fazer durante o dia, enquanto a aurora boreal não vem

Quer esquiar? Sugerimos Solden, na Áustria


Reserve seu Hotel Conosco



Booking.com


Facebook Comments

3 Comentários

  • Responder
    Marcia
    06/03/2015

    Uuuuuaaauuuu Rê, deve ser uma experiência incrível mesmo!!! Vou botar na listinha dos próximos destinos!!! Beijos