O Guia do Líbano irá te inspirar a visitar um país do Oriente Médio que você nunca imaginou ser tão moderno, receptivo e atrativo. Vem comigo!


Localização 

O Líbano está localizado no Oriente Médio e faz fronteira com o mar Mediterrâneo na costa oeste, com a Síria a leste e  com Israel ao sul.

Com uma extensão de 10.401 km2, possui aproximadamente 3.971.000 habitantes.

O país é dividido em 6 províncias (ou Mohafazats): Monte Líbano (capital Baabda), Norte do Líbano (capital Trípoli), Sul do Líbano (capital Saida), Nabatieh (capital Nabatieh) e Bekaa (capital Zahle). E a capital, como sabem, é Beirut.

A beleza do Líbano é marcada por sua geografia – sua larga planície costeira e suas duas cadeias de montanhas ao norte e ao sul (as montanhas do Monte-Líbano e Anti-Líbano), e o fértil Vale de Bekaa, com seus rios Litani e Orontes, separam essas montanhas e regam o terreno.

Qournet Assouda no Norte do Monte Líbano (altitude 3.083 metros) e Jabal al-Sheikh no sul da região do Anti-Líbano (altitude 2.814 metros) permanecem como alguns dos maiores picos do mundo.

Mapa do Líbano3


Beirut, a capital do Líbano

Líbano é sinônimo de festa no Oriente Médio.

Beirut tem a noite agitada e, no verão- que se estende de julho à setembro, atrai turistas não só dos países vizinhos, como da Arábia Saudita, Emirados Árabes, Kuait, mas também do Brasil, EUA, Austrália, entre outros.

Ainda em Beirut, o distrito de Gemmayze é repleto de bares e restaurantes, a Monot Street, repleta de discotecas.

As baladas ao ar livre como Sky Bar, White, BO 18 e Iris são bastante concorridas e, na alta temporada, você precisa fazer reserva com certa antecedência.

Sky Bar, Beirut

Sky Bar, Beirut, a céu aberto, no topo de um prédio e com vista para o Mediterrâneo. (crédito: Sky)


O povo libanês

O povo é extremamente hospitaleiro e alegre.

Mesmo com tantas guerras e destruições, ele se reergue e se reconstrói junto com sua nação.

O libanês é diferente dos outros povos árabes. É mais moderno, mais ocidentalizado, mais vaidoso.

É metido a francês e talvez isso dê até um certo charme a ele.

Aliás, quer saber como identificar um deles? Se falar 3 línguas em uma mesma frase, é libanês! A mais comum é: “Hi, kifak, ça va

Mas eu fiz um post específico falando só do povo libanês e sua cultura. 


Vestimenta e comportamento

Engana-se quem pensa que só tem mulher coberta de preto, dos pés à cabeça, no Líbano.

Aliás, se você as vir por lá, geralmente serão aquelas que vêm dos Emirados Árabes ou da Arábia Saudita, pois raramente uma libanesa se vestirá assim.

Durante o verão, o comprimento das saias e dos vestidos de algumas libanesas pode colocar as brasileiras no chinelo! São, podemos dizer, bastante modernas.

Na praia elas usam maquiagem, jóias e salto alto de uma forma muito natural e elegante.

No entanto, é claro que existem lugares onde a cultura é mais convervadora, principalmente onde predominam-se os muculmanos xiitas e aí, você deve respeitar o meio e cobrir pelo menos os ombros e as pernas até o joelho.

Apesar de que já fui a uma praia onde a predominância era de muçulmanos xiitas, bem no sul do país, fronteira com Israel, era o Turquoise Beach Resort. Lá, a maioria da mulheres estava coberta até mesmo dentro da piscina e eu estava de biquini, à vontade, sem preconceitos ou olhares estranhos.

Não cumprimente todo mundo com beijinho, basta dar as mãos ou cumprimentar com o olhar.

Beirut Night Life

(crédito: Beirut Night Life)


Clima do Líbano

O clima pode ser descrito como mediterrâneo moderado, com invernos chuvosos e verões quentes e secos.

As montanhas, no inverno, ficam repletas de neve. Geralmente à partir de dezembro até fevereiro.

O inverno é úmido na costa e nevado na montanha enquanto o verão (junho até final de agosto) é quente na costa e úmido nas montanhas.

É possível que, durante o outono, você possa esquiar nas montanhas e nadar no litoral no mesmo dia.


Lugares históricos e turísticos 

As principais cidades e pontos turísticos são:

Byblos, BatrounTrípoli, Beirute, Zahle, Baalbeck, Anjar, Saida, Tyro, Gruta Jeeita, BeiteddineCedrosCasa de Gibran Khalil Gibran em Becharre e a Harissa

Há outros que também devem ser visitados, caso você fique mais tempo, que são:

  • Vale Kadisha e Gruta de Kadisha, perto da floresta dos Cedros de Becharre, onde vivem os únicos ermitãos (anacoretas) católicos do mundo.
  • As vinícolas do Vale do Bekka. Geralmente dá para conhece-las quando visita-se Baalback mas eu acho corrido. Prefiro fazer estes passeios com calma e, se der, dormir uma noite no local. Tem vários hotéis legais nesta região. As vinícolas mais importantes são Ksara e Kefraya.
  • Annaya, cidade onde está o monastério de São Charbel, o padroeiro do Líbano, fundador da religião cristã maronita.
  • Os centros de ski Cornet e Saouda (ou Qurnat as Sawda), a 3.100 metros de altitude. De lá podemos ver todas as encostas do Líbano e até mesmo as ilhas de Chipre. Os centros de ski de Faraya são também muito famosos por todo o Oriente Médio.
  • Ouyoun Orgoch: um lindo lugar em meio à natureza, onde pode-se comer peixes frescos e beber arak com cubos de neve ao invés de cubos de gelo, mesmo no verão.
Chateau Ksara

Chateau Ksara, em Zahlé, Vale do Bekaa

Gruta Kadisha

Gruta Kadisha, norte do país

Gruta Jeita

Gruta Jeita, em Beirut

Baalback, Vale do Bekaa

Baalback, Vale do Bekaa

Portão de Fátima

Portão de Fátima, que faz fronteira do Líbano, no sul, com a Palestina


O Líbano tem, portanto, neve, sol, ski, praia, cachoeiras, montanhas, história, religião, o mediterrâneo, arguilés, culinária e muita festa, tudo ao mesmo tempo!


Informações importantes 

 

  • As línguas faladas são árabe, francês, inglês, armênio e, no Vale do Bekaa, há uma cidade onde se fala predominantemente o português, ela se chama Sultan El Tahta (também conhecida como Lucy) e fica próxima à Zahlé, capital deste vale. Veja mais sobre ela neste VIDEO.

 

  • Para fazer ligações você deve discar +961 para celular você acrescenta um +3 e para fixo +8.

 

  • moeda é a lira libanesa, mas o dólar é muito bem aceito em diversos estabelecimentos.

 

  • Gorjetas são bem vistas, em hotéis, restaurantes e até mesmo no taxi. O libanês, em geral, é muito gentil, gosta de receber e de servir, então, por que não retribuir de alguma forma, não é mesmo?

 

  • Negocie tudo. Em todos os lugares. O libanês, na verdade, o árabe gosta do cliente que negocia e não se ofende com isso, pelo contrário, acaba ficando amigo e pode até chamá-lo para tomar um café na sua loja ou estabelecimento.

 


Transporte

Recomendo alugar um carro e, dependendo de aonde você for, se não estiver com algum amigo ou conhecido local, sugiro contratar um motorista!

O trânsito- para um ocidental- pode ser caótico e você poderá não saber se sair dele.

Hoje em dia até que as estradas estão melhor sinalizadas e praticamente todas estão em árabe e também em inglês, portanto até dá para você se virar sozinho, principalmente na capital e na região praiana.

Mas, nas fronteiras entre algumas cidades, quando existe o policiamento de militares que costuma pedir documentos, estes falam apenas árabe, e é nestes casos que recomendo ter um local ou um motorista para poder responder para eles por você.  Não costuma haver problemas, mas melhor evitar, né?

Outra opção são os taxis mas ATENÇÃO, apenas os de cooperativa. Os taxis amarelos, são aqueles que dividem o carro com mais passageiros mas estes vão te cobrar a mais, além de terem o carro caindo aos pedaços, completamente diferente dos taxis das cooperativas que têm preços fixos e são todos carros novos.

Não existe transporte público no Líbano.

 


Vistos

Você não pode entrar no país se tiver o visto de Israel em seu passaporte, portanto, antes de mais nada, muita ATENÇÃO a isso!

Se você tiver passaporte europeu, por exemplo, viaje com os dois e, de preferência, apresente o brasileiro no Líbano, pois é muito bem aceito, e o estrangeiro em Israel.

Outra dica é fazer escala em algum país neutro (que tenha relações diplomáticas com ambos países) como a Jordânia, o Egito ou o Chipre, caso queira visitar os 2 países em uma mesma viagem.

Outro país que não aceita o visto de Israel no passaporte e é extremamente rigoroso com isso são os Emirados Árabes Unidos (Dubai).

Hoje em dia, Israel, sabendo que não é aceito em diversos países, tem carimbado o visto no papel da imigração, à parte. Basta você pedir isso na hora de entrar no país.

Por falar em visto, o brasileiro pode fazê-lo ao desembarcar no Aeroporto Internacional de Beirut. É bem rápido e simples, muitas vezes nem cobram por isso.

 


Texto e Fotos: Dalila Barakat

Foto da capa: autor desconhecido


Conheça cada cidade e ponto turístico do Líbano


Participe do grupo “Visite o Oriente Médio” e

Para um roteiro personalizado, entre em contato conosco!


 

Viaje tranquilo com o Mil e Uma Viagens.

Conheça nossos parceiros e ajude o blog sem pagar nada a mais por isso.
Reserve seu hotel em qualquer lugar do mundo com o Booking.
Alugue seu carro com a Rent Cars. Compare os melhores preços e reserve já o seu.
Garanta a internet no seu celular. Compre o chip do Easy Sim 4u.

 


Facebook Comments

54 Comentários

  • Responder
    Davi
    28/08/2014

    Adorei as dicas! Sempre tive muita vontade de conhecer o Líbano, depois de ouvir histórias de amigos que tem família lá e vão sempre. Já está no meu check list de próximas viagens!

    • Responder
      28/08/2014

      Davi, it’s a must go.
      Eu amo o Líbano e sou suspeita mas, por favor, vá depois volte aqui pra nos contar. 🙂
      Beijos.

  • Responder
    Flavia Brunacci
    05/09/2014

    Adoro suas dicas!!! Já está tudo anotado… esse blog só aumenta a minha vontade de conhecer esse lugar!
    Parabéns e continue nos ajudando a conhecer esse lugar apaixonante!!!!
    Bjuuuuuuuuuuuu

    • Responder
      06/09/2014

      Muito bom saber que o blog está sendo útil para tanta gente, fico feliz em saber pois esse é o objetivo principal dele, além de estimular as pessoas a conhecerem lugares exóticos como o Oriente Médio.
      Obrigada, Flávia, pelo depoimento.
      Beijos.

  • Responder
    Sahara
    02/10/2014

    Simplesmente amei e brevemente farei esta viagem tão sonhada ao Líbano!

  • Responder
    Samira
    13/08/2015

    Bom dia!!!Gostaria de saber se você pode me dar uma dica ou um contato de motorista no Líbano. Estou indo dia 24/08 e necessito de um motorista que fale inglês. Muito obrigada!!!

    • Responder
      22/08/2015

      Oi Samira, tudo bom?
      Tem duas empresas que locam carro que posso te indicar se você precisar e motorista (com carro) tenho um ótimo tbm!
      Ele se chama Jonny, fala muito bem o inglês e o telefone e what’s app dele é: +961 71 709-465.
      Diga que foi indicação da Dalila Barakat, do blog de viagens que ele te fará um super preço.
      Depois volte aqui pra contar como foi. 🙂
      Bjos.:*

  • Responder
    Janaina
    04/01/2016

    Olá,

    Gostaria de saber as reais condições para turismo, incluindo noitada nesse momento no Líbano, você saberia me informar?

    Outra coisa, como é a relação entre as pessoas na noitada? As pessoas se pegam de primeira ou tem todo um trâmite diferente do nosso? Rs

    Obrigada e parabéns pelo site.

    • Responder
      05/01/2016

      Oi Janina, tudo bom?

      Obrigada pelo elogio ao site e por participar comentando. Ótimas perguntas. hehehe Vamos lá.

      -As condições estão excelentes, de verdade. Voltei de lá no final de setembro passado e tenho muitos amigos e parentes com quem sempre me comunico, além da Embaixada do Brasil no Líbano com quem mantenho contato frequente e todos me confirmam que está tranquilo e seguro. Os problemas estão nos países vizinhos, Síria e Israel, mas isso nada afeta o país, ok? Principalmente no que se refere a festas! Libanês é o povo mais festeiro que conheço. Dê uma olhada depois no post: “Líbano, o povo e sua cultura.”

      – Com relação ao comportamento, é raro você ver pegação como vê no Brasil ou até em alguns países da Europa. Pela lei é proibido ter afeto em publico, MAS, hoje em dia você até vê dentro das baladas sim. O aproach dos homens é oferecendo um drink para vocês, algumas vezes através do garçom, eles nem chegam muito, porém os mais ousados chegam e te oferecem drink, pedem seu telefone e você pode aceitar a bebida sem compromisso algum, conversar com o rapaz e dar seu telefone ou não. Eles não saem ofendidos com o não e eu, sinceramente, acho o máximo esse tipo de aproach mais sutil e respeitoso. E você?

      Temos muitas dicas de baaldas e pubs que não colocamos no site ainda, então, se você quiser um roteiro personalizado ao seu estilo, bolso e época da viagem, é só nos contatar, ok?

      Suoer beijo,

      Dalila.

  • Responder
    15/02/2016

    Olá Dalila, sempre acompanho o teu blog/Instagram… Estou pensando em ir ao Líbano em abril e gostaria de saber se você conhece algum motorista que fale português… Obrigada

    • Responder
      16/02/2016

      Olá Eliana,
      Tudo bom?
      Que delícia que você está querendo ir pra lá! Vai amar! 😀
      Você fala inglês? Tenho motorista que fala inglês e tenho guia que fala português, ela pode te acompanhar em todos passeios, mas aí você teria que alugar um carro.
      Se quiser, posso elaborar um roteiro personalizado pra você com indicação (e reserva) de hotéis, aluguel de carro, onde comer, etc etc! Quantos dias pretende ficar por lá?
      Beijos,
      Dalila.

      • Responder
        20/02/2016

        Olá Dalila, eu falo inglês, mas meus país não… Em compensação, nós três falamos francês, acho que ajuda um pouco. Pensei em ficar 08 noites em Beirute mesmo e ir fazendo as outras cidades como bate-volta. A minha dúvida é exatamente essa: sempre alugo carro e eu mesma vou guiando pelo mundo afora, mesmo em cidades que ninguém recomenda carro. É tão complexo guiar um carro por lá mesmo? Porque posso guiar e contratar somente a guia. Beijos, Eliana

        • Responder
          24/02/2016

          Oi Eliana, você pode dirigir sim.

          Muita gente se assusta com o trânsito de lá porque as pessoas não usam muito as setas, entram na contra mão, avançam, mas se você está acostumada a dirigir mesmo em lugares que ninguém recomenda, então, manda bala!

          Eu, particularmente, adoro dirigir lá!

          O que mais recomendo, além da atenção redobrada nas estradas é que, quando for a lugares mais distantes, principalmente em direção ao sul, próximo às fronteiras tanto de Israel como da Síria, é que esteja com algum local dentro do carro pois há paradas em algumas cidades onde o militar pede seus documentos e, eventualmente, faz algumas perguntas, aí neste caso, se ocê for árabe ou tiver alguém que fale árabe, fica mais fácil.

  • Responder
    jeanete
    08/05/2016

    olá Dalila
    conheci agora seu blog e estou amando. Obrigada pelas dicas e sugestões.
    estou pensando em visitar Beirute em agosto. Não sei se é uma boa escolha de data.
    Minhas dúvidas são mais ou menos as mesmas da Eliana Pereira. Só ainda não percebi como seria o deslocamento entre estes pontos q vc mencionou. Nem os preços, e nem qtos dias seriam necessários para visita-los.
    Talvez vc pudesse enviar-me as orientações q deu a ela, não sei.
    muito obrigada por qq ajuda q puder dar-me.
    Jeanete

    • Responder
      09/05/2016

      Oi Jeanete,
      Tudo bom?
      Você escolheu a melhor data!
      Beirute ferve entre julho e setembro, que é a alta temporada, quando muitos imigrantes voltam a sua terra natal para encontrar familiares e para frequentar as festas, sempre open air.
      O deslocamento entre as cidades deve ser feito preferencialmente através de um carro alugado- posso te indicar onde alugar- ou através de um motorista contratado para o período.
      Se quiser mais detalhes, me mande um e-mail e posso elaborar um roteiro personalizado, adaptado às suas necessidades, objetivos e gostos. Porque, por exemplo, dizer quantos dias são necessários para você conhecer o Líbano é muito relativo, vai depender do que você quer ver, do que você gosta e espera.
      Espero poder ter ajudado e fico feliz que esteja gostando do blog. Este mês será lançada minha websérie sobre o Líbano no youtube. Fica de olho por lá também. 😉
      Abraço,
      Dalila.

  • Responder
    Andréa
    29/05/2016

    Olá Dalila, tudo bem?

    Muito legal seu blog e as dicas! O fato de uma mulher escrever sobre viagens, encoraja muitas outras a fazerem o mesmo e isso é super inspirador! =)

    Pretendo ir ao Líbano no comecinho de setembro para ter contato com o país que deu origem a minha família. Como farei esta viagem sozinha em um país árabe, tenho uma preocupação muito forte com relação ao respeito às mulheres: é tranquilo andar pelas ruas sozinha? Pegar qualquer taxi na rua pode ser perigoso? E viajar sozinha de carro ou de ônibus para outras cidades?

    Obrigada!!
    Bjs

    • Responder
      01/06/2016

      Oi Andrea,
      Tudo bom?
      A mulher é muito respeitada no Líbano, você pode passear sozinha tranquilamente, faço isso sempre que vou pra lá. Porém, não recomendo pegar qualquer taxi. Não por ser mulher, mas porque nem todos lá são confiáveis. A dica é alugar um carro e dirigir você mesma (tenho indicações de locadoras confiáveis), contrate um motorista pelo período em que estiver por lá ou ande apenas com os taxis de cooperativas. Os de rua não, ok? Ônibus nem temos no Líbano. rs
      Se tiver mais dúvidas estou à disposição e posso tbm fazer um roteiro totalmente personalizado com indicação e pré reserva de hotel, de aluguel de carro, de lugares para visitar, restaurantes para comer, tudo ao seu gosto, estilo e bolso.
      Boa sorte e boa viagem.
      Abs,
      Dalila.

  • Responder
    Laila
    09/07/2016

    Sou descendente de libaneses e ja fui ao Líbano uma vez. Gostaria muito de voltar. Você poderia me informar se em dezembro e janeiro o clima te impede muito de sair e visitar os locais, digo por causa da neve. E atualmente a guerra dos paises vizinhos interfere muito na paz do Libano. Você conhece agencia de turismo boa que fazem pacote pra lá? Obrigada.

    • Responder
      09/07/2016

      Oi Laila,
      Tudo bom?
      Os conflitos nos países vizinhos interfere quase nada no Líbano, posso te garantir com convicção que sair pelas ruas de lá é menos perigoso do que sair pelas ruas de SP ou do RJ.
      Janeiro deste ano nevou bastante, então, dependendo dos locais que pretende visitar, pode ser complicado sim. Por exemplo subir as montanhas do Cedro é complicado, as vezes essa e outras estradas ficam fechadas. Mas se quiser, por exemplo, esquiar em Faraya, ou curtir os melhores restaurantes indoors, essa é a melhor época! Eu, particularmente, amo ir em agosto/setembro! Maio, início da temporada de verão, também é excelente!
      Conheço boas agências especializadas em O.M. sim e eu mesma posso elaborar um roteiro personalizado para você, caso queira.
      Abs,
      Dalila.

  • Responder
    MICHEL
    26/09/2016

    Olá Dalila,tudo bem?
    Estarei indo ao Libano em julho/17 com mais 11 pessoas e se voce pudesse me indicar alguem com uma van para nos transportar pelo Líbano durante 10 dias,desde já lhe agradeço e parabéns pelo site.

    • Responder
      29/09/2016

      Oi Michel,
      Tudo bom?
      Você tem algum guia e/ou operadora já contratada por lá? Já tem o roteiro?
      Posso indicar duas empresas de transporte para vocês sim, só me confirma onde será a base de vocês, suponho que Beirut, né?
      E que boa notícia de ter um grupo nesse belo país. Fico contente! 😀
      Acredito que estarei por lá nesse periodo tbm.
      Abs,
      Dalila.

  • Responder
    Lucas
    18/01/2017

    Excelente post, muito esclarecedor!!

    Sou descendente de libaneses e planejo uma viagem ao país em breve. Sem dúvidas, as dicas do blog ajudarão bastante!

    Parabéns Dalila!!

    • Responder
      19/01/2017

      Fico feliz, Lucas, que tenha gostado do post.
      Fico à disposição para te ajudar na sua ida, você vai AMAR, tenho certeza. 🙂
      Abs,
      Dalila.

  • Responder
    02/03/2017

    Oi Dalila, tudo bem? Que guia incrível! Sempre tive vontade de conhecer mas ainda não tive oportunidade. Obrigada pelas maravilhosas dicas. Você arrasa!

    =*
    Keul

    • Responder
      03/03/2017

      Oi Keul, que bom que gosta da minhas dicas, fico muito feliz.
      E mais feliz ainda em saber que vc tem vontade de conhecer o Líbano. 🙂 Vai simmm.

  • Responder
    02/03/2017

    Muito legal seu post! Confesso que o Líbano é um destino que nunca havia passado pela minha cabeça. Mas é sempre legal conhecer novos lugares, saber das peculiaridades de cada um. =)

    • Responder
      03/03/2017

      Oie,
      Também adoro conhecer lugares e culturas novos. E o Oriente Médio é muito rico em tudo isso. 🙂

  • Responder
    03/03/2017

    Quanta coisa interessante! Muito bom saber desses destinos para desmistificar um pouco! Achei a gruta um espetáculo! Ao vivo deve ser mais linda ainda! 🙂

    • Responder
      03/03/2017

      É simplesmente a gruta mais linda que já vi na minha vidaaaa e olha que já vi várias grutas e chapadas! Todo mundo deve conhecer Jeeita. 😀 Super bem conservada, o que é mais legal.

  • Responder
    03/03/2017

    Dalila, fiquei muito surpresa com o que li em seu post.
    Parabéns pela riqueza de detalhes.
    Um abraço!

    Makenna

  • Responder
    03/03/2017

    Adorei o post, super informativo! Espero conhecer o Líbano em breve, está nos meus planos!

  • Responder
    04/03/2017

    Dalila, parabéns pelo post, nunca imaginei que o Líbano, vizinho a Síria, pudesse ser tão liberal (pelo menos em comparação com a maioria do povo árabe), e com tantas beleza. Muito bom!

  • Responder
    13/03/2017

    Oi Dalila, meu pai, já falecido, nasceu em Saida e veio para o Brasil. Tenho planos de ir ao Líbano com minha filha em agosto. Você tem algum grupo para ir em agosto? Desejo muito conhecer o Líbano e especialmente passar pelo menos um dia em Saida, cidade origem do meu pai.
    Agradeço se puder me informar datas, preços, o que inclui no pacote, etc. Meu abraço.

    • Responder
      14/03/2017

      Olá Carlos,
      Tudo bom?
      Eu não vendo passagens, nem pacotes de viagem.
      Vendo roteiros personalizados apenas.
      Att.,
      Dalila.

  • Responder
    JAMIL
    15/03/2017

    GOSTARIA DE FAZER UMA VIAGEM DE 7 DIAS AO LIBANO, QUAL SERIA O ROTEIRO INTERESSANTE??? HOTEIS …CARRO COM MOTORISTA…COMO CONSIGO ISSO??

    • Responder
      16/03/2017

      Olá Jamil,
      Para fazer um roteiro personalizado, peço que me envie um email a contato@mileumaviagens.com.br com todos os dados e objetivos da sua viagem, época que pretende ir, o que gostaria de conhecer, qual seu budget e estilo de viagem.
      Para informações mais genéricas sobre o país e locais a serem visitados, você pode encontrar nos meus posts do Líbano aqui no blog.
      Abs.

  • Responder
    Lenise
    21/05/2017

    Oi Dalila, Parabéns pela página! Irei ao Líbano em julho/17. Sabe me dizer se é seguro eu mesma dirigir nas estradas?principalmente para o Vale de Bekaa?

    • Responder
      22/05/2017

      Oi Lenise,
      Tudo bom? Obrigada. 🙂
      Olha, eu faço Bekaa-Beirut quase todos os dias quando estou lá, portanto, possível é. Mas saiba que eles não usam setas e muitas vezes andar na contra-mao é normal. Kkkk Também quase não tem semáforos.
      Tendo isso em conta e sendo cautelosa você conseguirá dirigir numa boa sim e o waze funciona muuuito bem em todo Líbano.
      Você ficará hospedada onde?
      Abs,
      Dalila.

  • Responder
    Carlos Emil
    04/06/2017

    Olá, Dalila! Vendo seu texto fico mais tranquilo em viajar ao Líbano. Ainda não comprei as passagens, mas, pretendo viajar com meu pai de 80 anos entre final de julho até 20 de agosto por um período de 7 a 10 dias. Meu pai é libanês e veio ao Brasil em 1952. Nunca mais voltou ao Líbano e eu falava há muito tempo que gostaria de levá-lo para rever sua cidade e seu país de nascimento. Agora ele topou. Só que o árabe dele está meio enferrujado e o meu inglês não dá para o gasto no Líbano. Eu gostaria de ter um motorista que falasse português, mas, pelo que vi nos posts, você só tem um motorista que fala inglês ou uma guia que fala português, certo? Não gostaria de viajar com os dois, então prefiro dirigir – sou bom motorista – apesar que gostaria de apreciar as paisagens. Dá para contratar sua guia e fazer uma base em Beirute, fazendo os passeios pelo país, porém, retornando todos os dias? Meu pai é de um lugarejo chamado Ain Qenya, perto de Hasbaiyya, que fica cerca de 110 km de Beirute. Além disso, meu pai é cristão, batizado na Igreja Católica Ortodoxa, e a região dele é de maioria muçulmana. Teremos problemas no local por causa disso? Outra dúvida minha é a seguinte: nunca tive vontade de visitar Israel, porisso, não me preocupo com o carimbo no passaporte. Mas, já fui várias vezes e adoro os Estados Unidos. Será que terei problemas na minha próxima viagem por causa do carimbo libanês? Obrigado pelas suas informações e, se puder, passe-me os dados de contato da sua guia que fala português. A propósito, ela é brasileira ou libanesa? Abraços e parabéns pelo site!

    • Responder
      05/06/2017

      Olá Carlos,
      Tudo bom?
      Que linda sua iniciativa de levar seu pai, tenho certeza de que ele irá se emocionar muito e você também.
      O Líbano é um país mágico, ainda mais para quem tem laços como nós.
      Bom, vamos por partes:
      – Eu tenho um guia que fala português e pode dirigir para você. Me mande um e-mail para contato@mileumaviagens.com.br para enviarmos orçamento disso.
      – Hasbaya é de maioria druza, e as cidades vizinhas são de maioria cristã. Fui com minha mãe muçulmana uma vez pra essa região e todos nos receberam muuuito bem. Havia gente que conhecíamos na rua, fazíamos uma pergunta qualquer, eles viam que não éramos dalí e nos convidavam para tomar café na casa deles, como se fossemos amigos de infância. Uma delícia. Há respeito total entre as religiões, fique tranquilo.
      – Não há problema nenhum o carimbo dos EUA no seu passaporte para entrar no Líbano.
      Aguardo seu e-mail.
      Abraço,
      Dalila.

      • Responder
        Carlos Emil
        05/06/2017

        Obrigado pela resposta. Até amanhã te envio o email. Em relação ao passaporte, a minha preocupação é justamente o contrário, o carimbo do Líbano ao entrar nos EUA.

        • Responder
          06/06/2017

          Também não haverá problema não, você entrar nos EUA com o carimbo do Líbano, até porque vai mostrar que você ficou poucos dias. Tranquilo.

  • Responder
    ana
    02/10/2017

    ola Dalila
    estou pensando em ir p o Libano sozinha e gostaria que vc me indica-se um guia que fale português ou espanhol ! ele pode dirigir tbm ?
    o mes que estou pensando em ir sera novembro !
    obgda !