Moray e Maras no Vale Sagrado, Peru, são dois lugares completamente distintos mas muito próximos um do outro, então, costuma-se fazer o passeio combinado e, por isso, vou falar dos dois no mesmo post, ok?


Moray é um sítio arqueológico onde faziam experimentos

Nesse local, os incas aproveitaram a depressão natural da montanha para construir terraços e fazer experimentos (alimentícios) de diversas espécies, especialmente batatas.

Afirma-se que a temperatura era diferente em cada degrau do terraço, permitindo reproduzir diversos climas num único lugar. Extremamente interessante isso!

Há quem diz também que o local servia como centro de devoção, ou ainda, que funcionava como anfiteatro.

Eu senti o lugar como sendo bastante sagrado e ele me lembrou muito o templo de Dendera, no Egito.

“Morays” significa “círculos” em quechua. Ali são 3 conjuntos de círculos que formam um grande cone na terra.

De uma forma muito inteligente e intrigante, eles se alinham perfeitamente: o círculo mais alto de um coincide exatamente com altura do círculo mais baixo do outro.

A beleza e energia deste lugar me impressionaram. E, pra ajudar, logo na entrada, tem uma música andina sacra que dá todo um clima. No video que segue abaixo você poderá ouvir. *.*

Junto com Pisac, foi o que mais gostei. Até mais que Machu Picchu.

 

moray-pan (1)

vale-sagrado-moray-1

vale-sagrado-moray-3

moray-vale-sagrado-peru

 


As Salinas de Maras são compostas por mais de 3 mil piscinas, com mais de 2 mil anos

Sabia que o sal não vem só do mar? A água salgada que alimenta as piscinas de Maras vem de uma nascente subterrânea!

E o sal é de extrema qualidade, com características semelhantes ao famoso sal do Himalaia, utilizado pelos principais restaurantes gourmet do Peru.

A explicação mais detalhada está no video que segue abaixo, mas o mais interessante é que mesmo depois de tantos anos, o local continua sendo fonte de renda de muitas famílias que vivem na região e retiram o sal para venda, utilizando a mesma técnica que utilizavam os pré incas.

A paisagem lá, assim como as outras, é de cair o queixo!

O roteiro costuma ser: primeiro Chinchero que está no caminho entre Cusco e Moray, depois Moray e, por fim, Maras.
vale-sagrado-maras-6

vale-sagrado-maras-7

vale-sagrado-maras-8

vale-sagrado-maras-10


Video com dicas e imagens de Moray e Maras

 

 


 

Guia do Vale Sagrado no Peru

 


 

Facebook Comments

Um Comentário