Zahlé, a capital do Vale do Bekaa, no Líbano, além de ser um importante pólo comercial e de abrigar as maiores vinícolas do país, recebe também a Our Lady of Bekaa, ou, em português, Nossa Senhora de Zahle e do Bekaa.

Santa Maria tem uma importância histórica especial no coração dos habitantes de Bekaa em geral, e nos corações de pessoas de Zahle, em particular, que acreditam em sua presença ativa na proteção da cidade e seu povo.

(Não, essa cidade não é inteira cristã, há alguns muçulmanos xiitas também mas a maioria é católica maronita e ambos coexistem numa boa).

Todos os anos, festivais e cerimônias religiosas são realizadas nas igrejas e casas para venerar Nossa Senhora.

A data mais importante é em  junho, dia de sua Ascenção, que é, inclusive, feriado nacional!

A história do templo

Em 1958, após a sobrevivência de Zahle dos acontecimentos que assolaram o Líbano.

Os membros das irmandades e associações de moradores da cidade se reuniu com o arcebispo da época e decidiram construir um santuário em homenagem à Virgem Maria, no topo de uma colina chamada Dhour, com vista para Zahle e quase todo o Vale do Bekaa.

A estátua

Uma estátua de 10m de altura, feita também de bronze, obra do artista italiano Pierroti, repousa sobre uma torre de 54m, coroando a maior colina da cidade.

Um elevador leva os peregrinos e turistas até uma plataforma de observação com vista para a cidade de telhados vermelhos e oferece uma incrível vista panorâmica do vale.

Mas, se o elevador estiver desativado por alguma razão, você pode subir as escadas, como eu fiz, que não mata ninguém! E vale muuuito a pena.

A base da torre abriga uma pequena capela que acomoda cerca de 100 pessoas.

our-lady-zahle-1

our-lady-zahle-2

our-lady-zahle-3

our-lady-zahle-vista-Dhour-1

our-lady-zahle-vista-Dhour-3

lady-of-zahles-view.jpg

our-lady-zahle-vista-Dhour-4

our-lady-zahle-vista-Dhour-5

lady-of-zahle-capela

lady-of-zahle-capela-virgem

Onde Comer

Existe um excelente restaurante, muito próximo ao templo, no alto de Dhour, que é o Abou Zeid.

Sua especialidade é tripa (socorro), mas há várias opções de comida árabe lá. Humm só de lembrar me dá água na boca.

E um hotel boutique que eu eu super recomendo passar pelo menos o dia, o Beit el Kroum.

Eles têm piscina com borda infinita que dá pra essa mesma vista aí das fotos do templo, e têm uma ótimo atendimento, então, está super na moda passar o dia lá durante o verão, libaneses de toda a parte vão para o vale só para o day use aos finais de semana.

Além disso, a dona fala português pois morou por muitos anos aqui no Brasil.

Outro passeio para se fazer, além de visitar Nossa Senhora e de fazer compras no Boulevard, é o tour pela maior e mais antiga vinícola de todas, a Ksara.


Texto: Dalila Barakat

Fotos: Dalila Barakat e Lilwa Smidi


Posts relacionados

 

Beit El Kroum Hotel Boutique em Zahlé

 

Harissa, lindo templo cristão em pleno Oriente Médio

 

Líbano, o país e seu povo

 

Vale Qadisha, o vale sagrado

 

Cedros, Seres Divinos em forma de árvore

 


 

Facebook Comments

8 Comentários

  • Responder
    Natália Antinhani
    19/05/2016

    Olá, quantas pessoas aproximadamente vivem no Vale Do Bekaa?
    Lindissimo o local, estou louca para ir.

    • Responder
      19/05/2016

      Nossa Natália,
      Eu não tenho esse número e acho que nem eles têm.
      Com a “imigração” dos refugiados, tanto palestinos como sírios, eles pararam de fazer o censo já há algum bom tempo.
      Mas independente do número, te garanto que a região toda é belíssima, com diversas atrações turísticas. Ela fica entre as duas grandes montanhas do país e é habitada por pessoas de diversas as religiões que convivem e coexistem desde sempre.
      Vá sim e, antes, fale comigo para fazer o seu roteiro. 🙂
      Um abraço,
      Dalila.