Puebla é também conhecida como o Vale do Cuetlaxcoapan, um grande vale cercado dos quatro lados por montanhas e vulcões.

Localizada a 40 km a leste dos vulcões Popocatépetl e Iztaccíhuatl, tem uma vista magnífica sobre seus picos cobertos de neve.

O vulcão Matlalcueitl latente está localizado ao norte da cidade e o Pico de Orizaba à leste.

Encontra-se, ainda, a 130km da capital mexicana, ou seja, é uma das cidades coloniais mais pitorescas e mais próximas da Cidade do México para a qual você pode (deve!) fazer um bate-volta.

Fundada pelos espanhóis em 1531 e Patrimônio da Humanidade pela UNESCO desde 1987, Puebla é também conhecida como “Puebla de los Ángeles” (Puebla dos Anjos).

Seja lá o nome que você optar por usar, a certeza é que você irá se encantar entre suas ruas, suas cores e seus sabores.

Seu bom clima e localização estratégica a transformaram na segunda cidade mais importante do México colonial.

puebla-mexico-4

puebla-mexico-3

puebla-mexico-2

puebla-mexico-12

puebla-mexico-14

Foto tirada da sacada do escritório de arquitetura de um amigo, chamado “Maria 501”. Com essa vista incrível, sua inspiração para o trabalho é garantia de sucesso. 🙂 | A foto da capa foi tirada do mesmo lugar.

 

O mercado de antiguidades

No Callejón de los Sapos, uma ruazinha estreita adornada por casinhas coloridas, é possível encontrar antiguidades incríveis,.

Além de artesanato de qualidade, móveis de madeira maciça, livros e até eletrônicos.

Eu comprei a capinha da minha lente Canon que havia perdido no dia anterior, por uma pechincha! 🙂

A cerâmica local pintada a mão, conhecida como talavera, é admirável.

Potinhos, vasos, caixinhas e outras variações são uma graça. *.*

puebla-mexico-11

puebla-mexico-6

puebla-mexico-9

puebla-mexico-8

puebla-mexico-10

A gastronomia de Puebla

O que mais orgulha os poblanos é sua gastronomia, umas das mais famosas do país.

Capital do mole (um espesso molho salgado a base de chocolate), dos chiles en nogada e das chalupas (tortilhas, batata, frango, queijo, molho verde, alface, cebola e rabanetes).

É conhecida também por suas sobremesas como as tortitas de Santa Clara (um tipo de bolacha) e os jamoncillos de nuez e piñón (doce de leite, sementes de abóbora, noz e pinhão).

Eu, particularmente, não me adaptei ainda à comida deles.

É tudo muito diferente e pesado, a parte da pimenta eu amo, mas tem milho, farinha e carne em quase tudo!

Enfim, há quem goste.

Vale dizer que a comida lá é totalmente diferente da comida tex-mex que estamos acostumados aqui no Brasil.

As primeiras três fotos que seguem abaixo são do restaurante El Mural de los Poblanos, um dos melhores da cidade, do qual tenho ótimas recordações. 🙂

E as três fotos seguintes são do La Pasitas, cantina inaugurada em 1916, lugar obrigatório para você visitar e tomar as típicas bebidas que levam o mesmo nome, pasitas.

Um licor de pasa que se serve com uma pequena porção de queijo e fruta seca, preparados de forma artesanal.

Fica aberto diariamente das 12:30 às 17:30 horas.

Outros 3 restaurantes que recebi indicação de amigos mexicanos que vivem em Puebla, mas que não deu tempo deu provar são:

Fonda de Santa Clara, La Noria e La Casa de Pepe, este último um pouco mais simples, mais restaurante-bar, os outros 2 são mais bacanões.

puebla-mexico-19

puebla-mexico-18

puebla-mexico-21

puebla-mexico-22

la-pasita-puebla

puebla-mexico-16

puebla-mexico-20

Achei bonitinho mas não provei e nem recebi indicação.

puebla-mexico-17

Comida de rua, servida no meio do mercado de artesanatos. Não provei…

 


Texto e Fotos: Dalila Barakat


 

Veja também:

 

Taxco, a famosa cidade da prata, no México

 

Peña de Bernal, em Querétaro, o terceiro maior monolito do mundo

 

Mini guia da Cidade do México

 

Los Cabos, onde o mar de Cortés e as montanhas se unem

 

México muito além de Cancun e Tulum

 

1001 tradições mexicanas do Natal e Réveillon

 


 

Facebook Comments

6 Comentários