Chile foi reconhecido como destino líder em turismo de aventura da América do Sul, pelo segundo ano consecutivo, com o prêmio World Travel Awards, competindo com Argentina, Brasil, Colômbia, Equador, Peru e Uruguai.

Desde 1993, o World Travel Awards destaca a excelência da indústria e premia os melhores com o que hoje é reconhecido como o “Oscar” do turismo.

As grandes barreiras geográficas que fazem parte do Chile, como o Deserto de Atacama ao norte, o Oceano Pacífico em toda a costa oeste, a imponente Cordilheira dos Andes ao leste e a Patagônia no território antártico no extremo sul, diferenciam o país, onde é possível praticar atividades de aventura em lugares onde o homem nunca colocou os pés.

Confira algumas opções de turismo de aventura pelo Chile

 

 Norte e Deserto de Atacama

Para aqueles que praticam parapente, a cidade de Iquique está entre os dez melhores lugares do mundo para voar. Nesta área, entre o Deserto de Atacama e o Oceano Pacífico, não estão apenas as melhores condiçōes para o sobrevoo, mas também um clima temperado  que convida para aproveitar as praias e a vida ao ar livre.

A alguns quilômetros mais ao sul está San Pedro de Atacama, um povoado localizado no meio do deserto mais árido do mundo que é a base para explorar e percorrer esta impressionante região. Aqui estão o Salar de Atacama, o Valle de la Luna, os Geysers del Tatio, a Cordillera de la Sal, entre muitos outros acidentes geográficos que motivam a exploração e a aventura.

Tem ainda os vulcões cuja escalada é uma experiência que requer pelo menos dois dias de viagem. Se destacam o Licancabur, o Láscar e o Llullaillaco.

Chile-Valle-de-la-Luna

Os Glaciais e o esqui no Valle Central 

Mesmo estando em extinção, há mais de 2.000 glaciais no Chile, e boa parte deles não é conhecida. Próximo de Santiago, a capital, é possível chegar até eles por meio de caminhadas de quatro a cinco horas. O Glacial El Morado está no interior do Cajón de Maipo, e sua rota de acesso permite ver como é possível sair, em pouco mais de uma hora, da área urbana para uma vegetação mediterrânea.

Durante o inverno, a neve que cai na zona central da Cordilheira dos Andes permite o acesso às melhores pistas de esqui do cone sul. As atividades para experts, principiantes, caminhantes e aventureiros têm a imponente montanha como a coluna vertebral que percorre todo o continente chileno. Além de esqui, há a opção de snowboard, tubbing, caminhada com raquete (snowshoe), entre outros.

Chile-Carretera-Austral-Aysen

O extremo sul e a Patagônia

A Carretera Austral tem mais de 1.200km que vão desde Puerto Montt até Villa O’Higgins. A maior parte da rota é de cascalho e exige um espírito aventureiro, além de  um pouco de paciência para a visita, pois a travessia pode não ser fácil. Mas o esforço de percorrer a estrada tem sua recompensa, a cada km há sempre lugares para fotografar. Lá estão bosques, rios, cascatas, lagos, fiordes, montanhas e glaciais.

O Parque Nacional Torres Del Paine se encontra no extremo sul da Patagônia chilena. Foi declarado Reserva da Biosfera pela UNESCO em 1978. É um espaço protegido de 227 mil hectares, com uma comovente rede de ecossistemas que conta com lagos, glaciais, rios, pradarias, cascatas, bosques e suas particulares torres de granito.

Um de seus circuitos mais famosos, o W, foi selecionado pela revista Lonely Planet como o melhor trekking de múltiplos dias do mundo, mas sem muita altitude. O circuito foi selecionado por sua variedade de espetaculares vistas e por ser uma das melhores formas de conhecer a Patagônia Chilena.

Chile-Torres del Paine

E você gosta de viagem de aventura? Já visitou o Chile? Conte pra gente nos comentários aqui embaixo. Estou indo ao Chile pela segunda vez em outubro deste ano de 2016 (para o meu aniversário!), sendo que a primeira foi em 2003, há muuuito tempo. Só me lembro de ter morrido ao ver as Cordilheiras, mas dicas mesmo, para passar para vocês por aqui, só à partir de outubro. 🙂

 


Texto e Fotos: Assessoria de imprensa

Foto da capa:  www.paraglidingmap.com/site/131761


Veja também:

Esquiar na Europa? Sugerimos Solden, na Áustria

Faraya, um destino com atrações durante todo o ano, no Líbano

 


 

Facebook Comments

Sem Comentários