Sabe qual é a viagem mais profunda de todas?

É aquela que leva à escuta de dentro.

A escuta das nossas EMOÇÕES. 


Qual é a viagem mais profunda? Qual é o lugar que não posso deixar de visitar um dia?

Eu sempre amei viagens espirituais e sempre mostrei pra vocês- principalmente pelo instagram – que, não importa aonde você vá, o mais importante é você aproveitar aquele lugar se conectando com ele.

Pode ser na Índia, em Jerusalém, mas pode ser também em Santos ou no Guarujá (no caso, cidades litorâneas pertinho da minha casa).

E como se faz isso? SE CONECTANDO com as pessoas daquele local, com a gastronomia- ou a cultura de forma geral, e com a natureza.

Até sentir a presença de Deus que habita nisso tudo.

Muitas vezes, sair de casa e da rotina nos ajuda a nos desconectarmos do automático e a nos conectarmos ao que está fora.

Até identificar que aquilo também está dentro.

E então você verá que na verdade nem sempre é necessário sair fisicamente.

Ao começar a entender as emoções como ondas de energia, no início vai parecer uma maré alta, agressiva e perigosa, mas logo- com coragem e persistência – você conseguirá surfar e se divertir nestas ondas.

Porque irá aprender a escutá-las de maneira que elas sejam elementos de transformação e não mais de impedimento ou de trava na nossa vida.

E isso já é o início de uma longa e linda caminhada. A jornada pra dentro.

Afinal, o caminho do autoconhecimento nos ensina a estar em paz com nossas emoções, como por exemplo, os sentimentos de ansiedade, ciúme, insegurança, raiva, culpa, medo.

(aprofundarei sobre cada um deles em outros posts)

Quem nunca sentiu isso? E por quê você os nega? Será que é errado?

É importante assumir o que sentimentos e entender que nem sempre são sentimentos negativos, porque apesar de não parecer muito espiritualizado, eles muitas vezes nos dão força pra seguir adiante, além de nos trazerem muitos ensinamentos.

Ajuda também a nos comunicarmos melhor com nossos parceiros em diferentes campos da vida, como no relacionamentos amorosos, com pais e filhos, chefe e empregado e, dessa forma, finalmente, a encontrar nossa alegria.

Lembrando que a alegria deve caminhar junto com você! Ela não é o destino final a ser alcançado, mas está em cada passo que você dá pra frente.

Vamos começar, então? 😀

Há diversas técnicas de auto conhecimento pra isso,

Eu, atualmente, utilizo muitas técnicas das Terapias Quânticas, inclusive, como terapeuta e, para a escuta das emoções, o Quantum Being é, pra mim, a mais simples e eficaz.

Eu aplico comigo mesma, aplico nas minhas sessões e indico o curso pros meus pacientes, para que possam aprender a aplicar com seus filhos, maridos, esposas…. porque é bem prático e, de novo, bem simples.


Nesses 2 vídeos abaixo eu converso com os instrutores dessa técnica e mostrarmos pra vocês um pouco, na prática, como isso funciona.


 

View this post on Instagram

 

A post shared by Dalila Barakat (@dalilabarakat) on


Aqui está o segundo vídeo


Texto: Dalila Barakat

Videos: Raquel e Ron Or, instrutores e terapeutas do Movimento Amme

Editado em: julho de 2020


Ainda, com relação à viagem mais profunda, que é aquela que te leva pra dentro, tem um momento em que visitar a NOSSA própria HISTÓRIA se faz fundamental e quase inexorável.

Para isso, a técnica Thetahealing é, pra mim, a mais eficiente, por ser extremamente profunda, amorosa e libertadora.

Sobre ela falei mais nesse vídeo abaixo.


 


 

Vamos agendar a sua sessão?


Você já aprendeu a se perdoar?


Você se considera livre?


O que é terapia quântica


 

Comentários do Facebook

Um Comentário