O Bambu, assim como o Cedros do Líbano, é símbolo de #resiliência. Talvez por isso eu os ame tanto.  .

Mas enquanto o majestoso Cedro se mantém firme e intacto, o bambu- mesmo sendo fino e leve, se mantém em pé, coeso e forte trazendo o ensinamento da #flexibilidade e também da #humildade diante das adversidades e mudanças do clima.

Ou seja, ele nos ensina a capacidade de superar dificuldades e voltar ao seu eixo equilibrado depois de passar a ventania.

Segundo uma lenda Taoista, o bambuzal traz orientações para uma vida de paz no coração.


Confira as 7 lições do bambu

– 1a: a humildade diante dos problemas e das dificuldades.

– 2a: o bambu cria raízes profundas. É muito difícil arrancar um bambu, pois o que ele tem para cima ele tem para baixo. E então sugere que assim tbm nós precisamos aprofundar nossas raízes em algo firme.

– 3a: você já viu um pé de bambu sozinho? Estão sempre próximos uns nos outros, tanto que de longe parecem com uma árvore. Mostram a importância de viver em comunhão com a comunidade.

– 4a: não criar galhos. Como tem a meta para o alto e vive em moita, o bambu não permite criar galhos. Ou seja, para ganhar, é preciso perder tudo aquilo que nos impede de subirmos suavemente.

– 5a: o bambu é cheio de “nós”. Como é oco, sabe que se crescesse sem nós seria muito fraco. Os nós são os problemas e as dificuldades que superamos. Os nós são as pessoas que nos ajudam, aqueles que estão próximos e acabam sendo força nos momentos difíceis. Então talvez não devêssemos pedir a Deus que nos afaste dos problemas e dos sofrimentos pois são nossos melhores professores, se soubermos aprender com eles.

– 6a: o bambu é oco, vazio de si mesmo. Enquanto não nos esvaziarmos de tudo aquilo que nos preenche, que rouba nosso tempo, que tira nossa paz, não seremos felizes.

– 7a: ele só cresce para o alto. Ele busca as coisas do Alto. Essa é a sua meta. E a sua meta, qual é?.

 Qual elemento da natureza mais te inspira?

 


 


 

Comentários do Facebook

Sem Comentários