Uma breve reflexão sobre o efeito dos Dias dos Namorados em cada um de nós


Honestamente, entre nós, conte-me:

Como você costuma encarar esse dia?

Você sofre quando chega essa data e você está solteiro?

Sofre porque sente falta de estar apaixonado por alguém?

E sofre quando está apaixonado mas não sente tanta reciprocidade?

Habibes, precisamos antes nos apaixonar por nós mesmos!

Então, estando você hoje com alguém ou não:

Presenteie-se.

Cuide-se.

Tire a expectativa do outro.

Tire a responsabilidade dele te fazer feliz.

Seja você antes feliz.

Antes de querer estar com um namorado que te complete ou antes de exigir que seu companheiro atenda suas expectativas, é primordial a gente SE AMAR. Se aceitar. Se perdoar. Acolher nossa história. Acolher aquela criança que nos habita, lembrar dos nossos sonhos, desejos, vontades e estar atenta ao que faz nossos olhos brilharem.

E aí, ter um companheiro/a será consequência e será uma relação muito mais saudável.

Concorda? 😉


 

View this post on Instagram

 

A post shared by Dalila Barakat (@dalilabarakat)


Um ano depois desse vídeo, cá estou eu, comemorando o primeiro Dia dos Namorados casada! Quem diria?

Alías, ele me ligou poucos meses após esse 12 de junho de 2020.

Confira no link abaixo nossa história.

Maktub- Você acredita em destino?

 


 

Comentários do Facebook

Sem Comentários