Morar fora do seu país é o sonho de muitos brasileiros. Pelo menos de muitas pessoas que conheço e já conheci.

Quero saber quem já teve essa experiência de quebrar as barreiras da língua e voar para outros continentes?

Com certeza, essa pessoa viu e aprendeu muito do que seria impossível sem sair da sua terra natal.

Alguns desses ganhos são óbvios, enquanto que outros levam um certo tempo para serem percebidos, mas quando são incorporados na vida da pessoa, trazem uma bagagem extremamente importante.

Em 2006 morei na Holanda por 4 meses para estudar Direito Internacional Público na cidade de Haia.

morar-fora-haia-5

Aqui, com duas grandes amigas. Angie, da Rep Domenicana que hoje vive em Washington e Gabi, brasileira que hoje vive em NYC.

morar-fora-haia-3

Foi nessa viagem que aprendi a andar de ônibus, trem e metro na Europa

 

Foi uma experiencia incrível e de muito aprendizado, não só sobre o tema estudado, mas sobre a vida e sobre mim mesma.

Amadureci. Conheci pessoas incríveis- do mundo inteiro- com quem tenho contato até hoje.

Outras que nunca mais vi mas que marcaram momentos importantes da minha vida.

É claro que qualquer pessoa tem a oportunidade de aprimorar-se em uma segunda língua em seu próprio país. Ou em conhecimentos técnicos de outros cursos.

Porém, quando se viaja para fora, esse benefício torna-se ainda mais florido.

Isso porque o exterior oferece muitas oportunidades para aprender e praticar o idioma que somam à necessidade de fazer cursos para criar esse envolvimento com a língua.

Muitos estudantes que vão fazer intercâmbio ou pleiteiam uma bolsa fora passam por essa experiência e voltam realizados para o Brasil.

Aprender uma língua já é extremamente gratificante.

E quando se tem a oportunidade não só de estudar, mas de vivenciar a língua, a fluência chega mais rápido.

Quem vai morar fora geralmente não tem a noção de que vai passar por transformações e conhecer gente do mundo todo.

Lá fora, o número de estrangeiros é bem maior e é quase impossível não estudar ou conviver com estrangeiros que também estejam visitando ou até morando no país.

O contato com pessoas de outras culturas e modos de ver a vida acaba ajudando a ampliar a visão de mundo

E você vai notar que muitos dos preconceitos que você tinha com pessoas do seu próprio país se transformam em mais flexibilidade e tolerância, já que o mundo é pequeno e, independente da cultura, é possível criar uma relação harmônica.

Em 2006 ocorreu a última guerra no Líbano e, naturalmente, durante o curso, acabei me aproximando dos compatriotas libaneses, estávamos sempre juntos, torcendo por nossas famílias, amigos e por nosso país.

Obviamente, os brasileiros se juntaram a nós. E aos poucos estavam os domenicanos, irlandeses, malteses, croatas, enfim, a escola inteira comovida e apoinado. Foi lindo de se ver.

 

morar-fora-haia-2

Com os novos amigos libaneses. Aqui há uma católica maronita, dois ortodoxos, uma muçulmana e uma druzo. Unidos em prol da paz no país, sem distinções.

Gaby, do Brasil, carregando a bandeira do Líbano comigo e Mireille Rebeiz.

morar-fora-haia-4

 

Quando se pensa sobre morar fora, a primeira imagem que nos vem à cabeça é a de um lugar belo, rico e livre de qualquer negatividade. Porém, pode muitas vezes ser pior do que estar morando no Brasil, pelo menos em termos de conforto e luxo.

Em contrapartida, em geral, quem já morou fora é muito mais flexível, tolerante, aberto, sensato, sério e empreendedor.

Eu nunca me imaginei morando na casa de um desconhecido e dividindo o espaço com outra pessoa. Mas foi uma experiencia ímpar.

Então, OUSE. Faça diferente.

Você pode começar, por exemplo, estudando inglês em Malta, que tal?

É um dos países que antes desse meu curso, eu nem tinha ouvido falar e hoje sou LOUCA pra ir!

É uma ilha cheia de história, belezas natuais, em pleno ao Mediterrânio entre a Europa e a África.

E a Maltalingua oferece uma variedade de cursos de inglês adaptados às necessidades de diferentes tipos de alunos.

Os cursos são ministrados em pequenos grupos, num ambiente agradável e são adequados para alunos de todas as idades.

Estou planejando ir em agosto deste ano. Vamos?

 

morar-fora-malta

Agora, a próxima poderia ser aqui. Vamos?

 


Texto: Dalila Barakat

Fotos: Dalila Barakat e crédito

Matéria patrocinada #ad


Como manter-se conectado nas viagens – chip de celular


 

Comentários do Facebook

Sem Comentários