Já viajei muito pela Ásia e super recomendo a experiência. Alguns lugares, como a Tailandia, me apaixonei, outros, como o Vietnã, me decepcionei.

Minha experiência pessoal no Vietnã, agora em janeiro de 2019, não foi lá aquelas coisas. Eu particularmente não voltaria para lá, e vou te contar o porque.

No total foram 9 dias viajando com amigos pelo país.

Quer saber se eu voltaria ao Vietnã-2

Quer saber se eu voltaria ao Vietnã-1

Quer saber se eu voltaria ao Vietnã-3


Primeira parada foi Da Nang, uma cidade de praia.

Aparentemente é onde ficam os grandes hotéis.

Estava chovendo então não sei se a praia era bonita, mas a impressão que eu tive é que as praias não são de mar azulado.

Do aeroporto, pegamos um táxi até a cidade de HOI AN, que fica a uns 40min do aeroporto e custou $20.

*Atenção: O dinheiro do Vietnã é difícil de ser entendido, e as notas são bem parecidas umas com as outras, então, tem que tomar MUITO cuidado para não ser enganada.


Então, chegamos em HOI AN e foi bem legal.

De dia, a cidade é toda colorida, e de noite, as lanternas são acendidas dando um charme muito especial.

Muito lindinha, com bastante turista, bares e restaurantes por todos os lados.

O nosso hotel, o Allegro Hotel Hochimnh City, era 5 estrelas e super bem localizado.

Custou $160 a diária.

Jantamos no Food Market e a comida estava muito boa e o lugar era decentemente bom. Saímos de lá bem contentes.

HOI AN para mim foi uma experiência boa 😉


Saímos para a nossa aventura de 5 dias de estrada de Jeep pelo Noroeste do Vietnam.

Nesse passeio estavam incluídas 4 noites de acomodações e 3 refeições, mais as entradas às atrações turísticas que fomos visitar, mais cerveja e snacks. Tudo por $550.

Ps: Tivemos desconto por conta do mau tempo.

Os hotéis e a comida foram melhorando de patamar de acordo com a proximidade da cidade grande.

Eu particularmente não gostei da comida vietnamita. Aliás, eu detestei :/

A minha definição para a comida é: água suja com caldo Knorr. Eu experimentei muitas vezes! E experimentei de tudo o que foi servido, da comida local mais simples até a comida de restaurante tradicional mais cara.

Eu adoro comida de rua, mas as do Vietnã, no thanks! Higiene zero, muitas vezes as comidas ficam expostas logo acima dos bueiros. Pode sim ter lugares mais limpos, mas estou contando a minha experiência e definitivamente o meu gosto pra comida de rua não se identificou com a comida servida por lá.


Voltando para a viagem do Jeep,

Nossa rota foi a seguinte:

Quang Nam Province – Thanh Quang Guesthouse

Khe Sanh – Green Hotel

Phong Nha-Kẻ Bàng – Chay Lap Farmstay

Huè – Eldora Hotel

Bom, não tivemos muita sorte com o tempo! Frio e chuva :/ Por isso, a paisagem deixou a desejar e muito!

Tenho certeza que o passeio seria muitooooo mais divertido e bonito se fosse nos dias de sol. Mas, nos divertimos mesmo assim. Tenho que mencionar que o guia da excursão era super atencioso e queria nos agradar o tempo todo, já os motoristas, comunicação zero! Não saía nem uma palavra de inglês, mas enfim chegamos são e salvos rs.

O nome da companhia da excursão do Jeep era VJT Adventures.

No decorrer do caminho passamos por vilas e cidadezinhas, tudo muito pobre. Possivelmente a carne que se come é de cachorro, é muita miséria.

O Rio que corta o Norte do país e a mata e floresta fechada é deslumbrante!

Na verdade, o cenário da viagem foi muito bonito, mas “again”, o tempo não ajudou muito.

Fomos visitar o Museo da Guerra, por estar uma neblina muito forte, parecia até cena de cinema, foi bem interessante.

Também passamos pela Paradise Cave, uma das mais recentes cavernas descobertas até os dias de hoje, foi descoberta em 2005. E é lindaaaaa!! Phong Nha-Kẻ Bàng National Park, UNESCO’s World Heritage Site, 60 km Noroeste de Đồng Hới cidade.

E passamos onde ficam os túneis construídos na Guerra. Uma experiência brilhante.

Para mim, a sensação de tentar sentir o que foi vivido por essa gente, e toda a história envolvida, não tem preço! Pensei que não iria conseguir chegar na saída do túnel, mas no final consegui, e fiquei contente por mim mesma.

Durante, dá uma sensação de claustrofobia, e quando chega na saída, dá uma sensação de liberdade total!


A parada final foi na cidade de HUÈ.

Como mencionei, ficamos hospedados no hotel Eldora, muito legal o hotel e“chic”. 😉

A cidade de HUÈ foi bem interessante. A área do Palácio Real é bem grande, muito bonita e a entrada custa em torno de $15.

Também tem os aviões de guerra, os Tanques que foram usados na Guerra, muito legal conhecer.

Em Huè tem vários barzinhos, lojinhas, as ruas são iluminadas, bastante turista. Enfim, a cidade é “legalizinha”. Não esquecendo que se trata de Vietnã, um país pobre.

Agora uma coisa que chega a incomodar é o jeito que os “camelôs” abordam os turistas para vender cartões, ou qualquer outra coisa.

Eu passei 2 noites em HUÈ e pra mim foi o suficiente.


De HUÈ pegamos um avião para HANOI, a capital do Vietnã, 1h15 de vôo sentido norte.

Me hospedei 2 noites no Sunline Paon Hotel & Spa. aproximadamente $100.

O que falar de HANOI ?

Ou você ama ou você odeia. E adivinha?

Eu não gostei.

Hanoi é muitooooo suja, o transito é a 2º maior causa de morte no país, os motoristas são sem noção, farol vermelho ou verde não faz diferença para eles. E o tanto que buzinam sem necessidade chega a ser irritante.

A cidade durante a noite com as luzes fica até que charmosa, ao redor do lago, mas mesmo assim não me entusiasmei com a cidade.

Achamos um bar chamado Polite & Co, muito simpático, ideal para quem aprecia jazz, nem parecia que estávamos em Hanoi. Muito bacana.

Fomos até uma linha de trem famosa por passar no meio do comércio local, programinha básico se você estiver em Hanoi.


Fizemos um dia de excursão para Halong Bay, foi bem cansativo.

Aconselho a passar no mínimo uma noite em Halong Bay.

Saímos as 8:30am e chegamos às 8:30pm.

O passeio oferecia o almoço que estava muito bom na minha opinião.

O transporte, mais o passeio de barco, mais o Kayak e a refeição custou $39. O nome da agência do turismo era Trip GURU.

Conclusão, Vietnã é um país que poderia crescer com o turismo, mas assim como outros países pobres no mundo, parece não haver interesse do governo em mudar esta realidade.

Com o povo, em geral, precisa tomar muito cuidado. Muitas vezes fui vítima de pessoas querendo tirar vantagem cobrando a mais.

Então, quer saber se eu voltaria para o Vietnã???

Não eu não voltaria para lá! Mas talvez sua experiência seja diferente da minha.


Texto e Fotos: Ellen Kris


Comentários do Facebook

Sem Comentários