Terapia quântica, holística e integrativa são palavras muito usadas e aplicadas nos dias de hoje, mas primeiro, vamos para a

 origem da palavra Terapia

 

 

Segundo a editora Beki Bassan Warowitz, do site Somos Todos Um, a etimologia do termo Terapia vem do grego Therapia que significa Servir a Deus.

A prática terapêutica é antiga e concilia a ligação do homem com a natureza.

Os primeiros terapeutas surgiram entre os egípcios onde a prática de cura era dirigida através da força de suas divindades.

Podemos incluir também os ditos xamãs que se difundiram pela antiga Europa.

A Ordem dos Essênios possuía manuscritos que hoje ainda estão sendo traduzidos, com o título “Therapeia”.

Esses manuscritos fornecem técnicas de banho de imersão, a utilização da energia solar, a prática com minerais, entre outros.

Os antigos gregos manifestaram grande interesse por trabalhos de cura utilizando os recursos naturais.

Essa civilização dava muita importância aos sonhos, fenomenologias naturais, energia cósmica, cores, sons, animais, minerais, plantas, etc.

O termo hoje é empregado pela medicina ortodoxa para designar algum tipo de tratamento e acompanhamento médico.

Muitos foram os mitos que suscitaram- nos uma grande imaginação quanto as práticas terapêuticas da época; nesse aspecto, posso votar dois de interesse da medicina ortodoxa, se não fosse o fato desse personagem sair “ressuscitando mortos” após adquirir caduceu de Hermes e ser a seguir castigado pelos deuses por isso.

Asclépios, seria assim considerado o primeiro terapeuta que simbolicamente “tira o estado mortificado que está em nós” .

Quiron, sábio centauro, instruía os heróis em suas jornadas e era uma espécie de psicoterapeuta e conselheiro mitológico; dentre alguns discípulos de Quiron, posso citar Heracles (Hércules), Jasão, Teseu , Perseu etc.

Conta o mito que Quiron ao juntar-se com Hércules na luta contra outros centauros, acaba por ser atingido por uma flecha envenenada na coxa, e como ele era um ser meio divino, passou a sofrer com a ferida que se tornara e que nunca sarava.

Parece que suas qualidade de curador, aumentaram a partir desse momento, significando que entendia melhor a dor por ter sua própria ferida.

Pelo sofrimento impingido a ele, os deuses se comiseraram e transformaram-no na constelação de centauro.

Assim é o terapeuta: cura a ferida dos outros por ter sua própria ferida.

A terapia é, então, toda forma de cura da alma, utilizando-se da palavra, da energia, de movimento ou qualquer direcionamento e encaminhamento interior para o encontro de si mesmo e, consequentemente, para o encontro com Deus.


Terapia Holística

 

O termo “holístico” vem do grego holus, que significa todo, inteiro.

Como o ser humano tem mais de um corpo além do físico, a terapia holística diz então que trabalha o indivíduo por completo.

Ou seja, ele é tratado considerando seus aspectos físico, mental, emocional, espiritual e energético.

Isso quer dizer que corpo, mente e alma estão interligados, por isso, todos esses elementos são considerados.

Assim, os terapeutas holisticos nos concentramos nas causas das doenças, e não apenas nos seus sintomas.

São elas, por exemplo:

Acupuntura, ThetaHealing, Reiki, Iridologia, Yoga, Reflexologia, Florais, Aromaterapia, Cromoterapia, Musicoterapia, entre outros.

Vale dizer que Holismo nada tem a ver com Exoterismo. Holismo é o olhar integral sobre quem está sendo atendido.

É o olhar profissional e atento, tratando o cliente com respeito e promovendo a cumplicidade para se dar o atendimento. Não se trata de técnicas de adivinhação de futuro ou feitiços.

Além disso, o Terapeuta procura entender o contexto de vida do paciente, respeitando sua crença, para poder auxiliá-lo da melhor forma.

Portanto, a Terapia Holística não está vinculada a uma religião, tampouco representa misticismo, mas observa sim o indivíduo como um Ser integral, possuidor de um corpo, mente e espírito.

Boas práticas espirituais, independentemente de quais sejam, desde que proporcionem bem-estar e paz ao indivíduo, devem sim ser entendidas e incentivadas pelo Terapeuta.

 


Terapia Quântica ou Vibracional

 

A Terapia Quântica é uma técnica terapêutica que estuda a saúde do ser humano do ponto de vista dos elementos biofísicos e das energias quânticas que o constituem, conhecido tbm como Terapia Vibracional. (Socorro, quantos nomes! kkkkk)

Ou se pudermos definir em uma única frase seria: a unificação da Ciência com a Espiritualidade.

Para tanto vale a pena lembrar das palavras de Thomas Edison, cientista que descobriu a lâmpada incandescente: “Ciência sem Espiritualidade é falta de Conhecimento, Espiritualidade sem Ciência é Fanatismo”.

Segundo José Roberto Marques, a palavra “quântico” vem de quantidade e se refere ao fato de que todos os seres humanos são formados por energia e conectados uns aos outros por meio dela.

Quando um indivíduo se torna consciente em relação a essa grandeza, descobre o fantástico poder que possui dentro de si para se curar e se desenvolver. Dentro desse contexto, a terapia quântica atua como um processo holístico que busca alinhar corpo, mente e espírito, através do autoconhecimento e autoconsciência.

A terapia quântica é considerada como uma forma complementar de tratamento para diversos tipos de problemas, tanto de ordem física quanto emocional.

Dentro dessa abordagem são tratadas as causas e não apenas os efeitos, afinal tudo começa na mente e se conecta com os demais corpos enfim.

Nesse momento o paciente enxerga que o corpo humano tem a capacidade natural de se curar.

Nesse sentido, buscar a harmonia e o equilíbrio é essencial para encontrar a cura, independente das questões que se deseje resolver.

É importante dizer que nada substitui os tratamentos médicos tradicionais e que as terapias quânticas devem ser usadas como um complemento, a fim de potencializar os resultados.

Lembre-se que cuidar da mente e do espírito é tão importante quanto cuidar da saúde do corpo, pois o segredo da felicidade está exatamente em buscar a harmonia entre todos esses elementos.


Principais Benefícios da Terapia Quântica

Alguns dos benefícios que se pode obter através desse tipo de tratamento incluem:

  • Identificação do seu propósito, ou seja, da razão pela qual está vivo
  • Desenvolvimento da autoestima e autoconfiança
  • Eliminação de crenças limitantes que bloqueiam o desenvolvimento
  • Redução do estresse e ansiedade
  • Alívio para dores físicas e emocionais
  • Melhora na qualidade do sono
  • Relaxamento muscular
  • Sensação de tranquilidade e bem-estar
  • Aumento da disposição e energia
  • Sentimento de gratidão.
  • O fato de considerar cada indivíduo de forma holística faz com que a terapia quântica promova benefícios de forma bastante abrangente, dando início a um círculo virtuoso de satisfação, felicidade e plenitude.

Terapia Integrativa ou Complementar

 

Como o próprio significado traz, se integra, se soma e se complementa ao que já está sendo feito.

As terapias integram-se e corroboram com os procedimentos médicos já utilizados, sendo consideradas “novas” ferramentas para gerar maior harmonia física e emocional, prevenindo doenças e ajudando o indivíduo a responder melhor aos tratamentos. Não substituindo.⁣

Portanto, qualquer uma das terapias citadas acima e ainda mais estas, podem ser consideradas integrativas ou complementares.

“As Pics (práticas integrativas e complementares) são reconhecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que orienta os países a adotarem as práticas nos seus sistemas nacionais de Saúde.

No Brasil, o Sistema Único de Saúde (SUS) começou a implementar a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares em 2006 e, atualmente, conta com 29 práticas, entre elas medicina tradicional chinesa/acupuntura, homeopatia, plantas medicinais, fitoterapia, ayurveda, medicina antroposófica, termalismo, reiki, shantala, quiropraxia, meditação, yoga, terapia comunitária, ozonioterapia, entre outras.” (veja mais aqui).


Não seriam essas as chamadas terapias alternativas?

Aqui ocidente, por décadas se utilizou sim o termo Alternativa para tratar destas atividades não tradicionais em prol da saúde, já que na época, aqui era sim uma “nova alternativa”.

Porém agora há mais do que provas e estudos científicos de que funcionam tanto que muitas delas são aplicas em hospitais renomados como o Sírio Libanês, portanto, não deveria mais ser um tabu falar de terapias como algo complementar que traz tanto bem ao nosso ser.

Alemanha é campeã na quantidade de estudos científicos confirmando a eficiência e qualidade das terapias mais diversas, como Acupuntura, Homeopatia, Reiki e Massagens.

Lá utiliza-se muito os termos COMPLEMENTAR e INTEGRATIVO.

A Constelação Familiar, por exemplo, se considera sistêmica e integrativa, mas não costuma usar o termo quântico e nem holístico, talvez seja simplesmente por saberem que tem muita gente que ainda tem preconceito com essas duas ultimas palavras, lembrando que preconceito vem de ignorância, falta de conhecimento, e meu objetivo é justamente trazer esse lindo (e libertador) conhecimento pra mais perto de vocês. 😉

Aliás, sabiam que já existe o Direito Sistêmico aplicado em diversos estados do Brasil e endossado pela OAB? Onde os advogados durante a conciliação utilizam-se de técnicas da constelação sistêmica.

 


Bom, eu já experimentei várias destas terapias e gosto de muito do efeito delas.

Há muitos anos faço massoterapia, tomo florais e também a osteopatia.

O Yoga, Liang Gong, acupuntura e quase todos esses orientais já experimentei.

Aí no início do ano passado fiz umas 10 sessões de coach (amei, se quiserem indico o nome dele) e no final do ano conheci a constelação e o theta (posso tbm indicar 2 consteladoras incríveis).

E de todas, a que mais me identifiquei e me especializei foi a Terapia Thetahealing.


O que é o Thetahealing?

 

ThetaHealing é um conjunto técnicas de cura energética, quântica, holística e integrativa.

Theta em grego significa alma e healing em inglês significa cura, portanto, thetahealing é cura da alma.

Mas há um outro motivo para se chamar Theta Healing e é porque a aplicação da técnica se inicia através da onda cerebral de profundo relaxamento, chamada de Theta.

Essa técnica permite identificar e transformar crenças, padrões e sentimentos limitantes armazenados no subconsciente.

E esses padrões dificultam a vida em vários aspectos, como finanças, amor, autoimagem, saúde, trabalho, entre outros.

Por meio de ferramentas simples, o praticante consegue acessar conteúdos inconscientes para curar feridas profundas, como traumas, abusos, separações, raivas, rancores ou ressentimentos.

Acessamos memórias passadas, sem a necessidade de vivenciá-las novamente, a fim de entender a raiz e ressignificar como encaramos hoje esses fatos através do entendimento e aprendizado deles.

E a Cura nada mais é que a transformação de um estado de dor, sofrimento, impotência e desconforto para um estado de consciência, domínio, poder pessoal, conforto e harmonia em todos os sentidos.


Nesse video, gravado em fevereiro de 2020, tiro algumas dúvidas sobre a Terapia Thetahealing

 

 


 

O que você sabe sobre Aromaterapia?


Dançaterapia


Texto: Dalila Barakat

Referências: Empreenda com Proposito, Somos Todos Um, Ommbe, JRM Coaching

Video: Dalila Barakat


Vamos agendar sua sessão? 😀

Me envie um email.

As sessões online têm dado muito certo!


 

Conselho Nacional da Saúde recomenda Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (Pics) na assistência ao tratamento do Covid-19


 

Comentários do Facebook

Um Comentário